Twitter bloqueia perfis de bolsonaristas após decisão de Alexandre de Moraes, do STF

Por ordem do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, o Twitter bloqueou várias contas de apoiadores do presidente da República, Jair Bolsonaro, incluindo a do empresário Luciano Hang, da rede de lojas Havan.

A decisão de Moraes se deu com base em um polêmico inquérito que apura a suposta promoção de fake news entre os apoiadores alvos da ação.

Tiveram os perfis censurados Allan dos Santos; Bernardo Küster; Edgard Corona; Edson Salomão; Eduardo Fabris Portella; Enzo Momenti; Luciano Hang; Marcelo Stachin; Marcos Bellizia; Otavio Fakhoury; Paulo Bezerra; Rafael Moreno; Reynaldo Bianchi Junior; Roberto Jefferson; Rodrigo Ribeiro; Sara Winter; e Winston Lima.

A deputada Carla Zambelli (PSL-SP) protestou nas redes sociais, chamando de ataque à liberdade de expressão. “Até onde isso vai? Qual é a intenção por trás disso?”, disse ela em um vídeo gravado nesta sexta.

“É um ataque a liberdade de expressão, generalizada, a quem é de direita. Saibam, todos nós que estamos na direita somos possíveis alvos. A justiça deveria ser cega e imparcial. O duro disso tudo é: a quem a gente vai recorrer?”, questionou. Assista: