Maia sobre Moro: “As ações dele depois que saiu do ministério são todas de político”

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, concedeu uma entrevista no último domingo, onde comentou entre outros assuntos a saída de Sérgio Moro do Ministério da Justiça e Segurança Pública, em 24 de abril passado.

Para Maia, Moro “virou político” após deixar o governo Bolsonaro, podendo ser um nome forte para concorrer às eleições presidenciais em 2022.

“Se ele for candidato, é candidato fortíssimo. Acho que fez bom trabalho no Ministério da Justiça. Falei que ele é político porque as ações dele depois que saiu do ministério são todas de político. Na minha opinião, ele caminha pra política. E acho bom que ele participe do processo”, disse Maia.

O reconhecimento

O que chama atenção neste caso é o reconhecimento feito por Maia de Moro como um “político”. Como veterano em Brasília, o presidente da Câmara não faz tal declaração por acaso. Ele identifica o discurso e postura do ex-ministro com precisão.

Essa visão de Maia sobre Moro apenas reforça o que alguns apoiadores do presidente Jair Bolsonaro vêm enxergando atualmente no ex-ministro: a revelação de uma possível intenção pessoal cultivada por ele de querer alcançar um poder maior ao entrar no governo.

Esse viés ficou ainda mais sugestionável durante a entrevista do próprio Moro para a GloboNews, onde o mesmo apontou Luciano Huck, João Doria e o ex-ministro Henrique Mandetta como “bons nomes” para disputar a campanha presidencial em 2022. Com informações do Poder360.