A deputada Janaína Paschoal (PSL-SP) usou suas redes sociais para sugerir uma confissão do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) sobre supostos desvios de verbas públicas em seu gabinente, na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.

“O Senador Flávio Bolsonaro faria um grande favor ao país, se confessasse de uma vez por todas os desvios havidos em seu Gabinete na Alerj e entregasse os esquemas dos outros Deputados constantes da lista do Coaf, começando pelo atual presidente da Alerj, que é do PT!”, afirmou a deputada.

Para Janaína, Bolsonaro pode estar sendo prejudicado por tentar proteger o filho, o que evitaria maior desgaste do seu governo caso Flávio resolva revelar o que estaria por trás das suspeitas envolvendo a sua relação com seu ex-assessor, Fabrício Queiroz, preso esta semana no interior do São Paulo.

“A ausência dessa confissão permite que as pessoas imaginem haver algo ainda pior nessa história toda! O Presidente não pode responder pelos atos de todos os seus amigos, conhecidos e parentes, mas é flagrante que, para defender o filho, está colocando o país em segundo plano”, destacou Janaína.

“Não é só Queiroz que pode fazer uma colaboração premiada. Flávio pode! Afinal, na lista de desvios, os valores que o Coaf atribui a ele são infinitamente menores que os atribuídos aos demais!”, conclui a deputada.

Outro lado

Flávio Bolsonaro, no entanto, já gravou um vídeo alegando que às suspeitas envolvendo o seu nome no caso Queiroz seriam uma tentativa de atingir o presidente Jair Bolsonaro, não havendo qualquer ato ilegal da sua parte. Assista o vídeo abaixo: