Guedes ironiza críticas a Bolsonaro: “Impeachment porque derrubou um passarinho”

O ministro da Economia, Paulo Guedes, ironizou os ataques que o presidente Jair Bolsonaro vem sofrendo por parte da oposição, a qual vem tentando colocar na conta do governo a responsabilidade pelo caos na saúde do Amazonas e até pela compra de leite condensado para todo o Poder Executivo.

“Ele foi eleito com 60 milhões de votos, é um homem popular e todo dia tem essa conversa. É impeachment porque derrubou um passarinho; depois é impeachment porque deu tapa na cabeça da ema; é impeachment porque teve um assassinato lá no Maranhão; é impeachment porque morreu um indígena”, disse Guedes.

A declaração de Guedes ocorreu durante um evento do Credit Suisse na última terça-feira. Na ocasião, o ministro disse que essas reações partem de pessoas (partidos) que “não sabem perder eleição”, e por isso estariam tentando derrubar o presidente através de politicagem.

“Tem um pessoal que não sabe perder a eleição. Se diz democrata, mas não sabe perder a eleição. Acha que a democracia depende de eleger quatro vezes o presidente da Câmara”, disse ele.