O presidente Jair Bolsonaro voltou a defender o uso da cloroquina no tratamento contra o coronavírus em sua live semanal nesta quinta, 09, criticando a “politização” do debate sobre o assunto.

“Hoje tivemos a informação de que o presidente da França, [Emmanuel] Macron, se encontrou com pesquisadores da hidroxicloroquina e outras autoridades de infectologia lá na França”, disse Bolsonaro.

“Está o mundo todo ligado. Eu acredito que em breve deve ser publicado um estudo emergencial dando muita força ao uso da cloroquina no combate à Covid-19 (…). Pelo que tudo indica, tem salvado vidas”, completou, ressaltando que p debate sobre o assunto “não tem que ser politizado, isso aqui é vida”.

O presidente lembrou a conversa que teve com o Dr. Roberto Kalil, que revelou ter tomado a cloroquina para se tratar do Covid-19. Na mesma ocasião, Bolsonaro também alfinetou o médico David Uip, de São Paulo, por ter se negado a dizer se usou ou não o medicamento quanto esteve doente.

“Ontem mesmo, em pronunciamento à nação, eu havia conversado com o doutor Kalil e ele tava em situação crítica. Falou que usou cloroquina, diferente daquele outro cara lá que é ligado ao governador, aquele outro colega (…)”, ironizou o presidente.

“E o doutor Kalil, numa das entrevistas, ele disse porque usou e ministrou a pacientes: ‘Não dá pra esperar. Se for esperar que o estudo científico esteja comprovado, vai levar um ou dois anos. Quem está acometido da doença não pode esperar'”, lembrou.