Bolsonaro aponta ingratidão de Moro ao relembrar apoio durante crise da Lava Jato

O presidente Jair Bolsonaro fez uma publicação na manhã deste sábado, sugerindo ingratidão da parte do ex-ministro Sérgio Moro, ao relembrar um dos momentos mais críticos para a operação Lava Jato e a carreira do ex-juiz.

Na postagem, Bolsonaro aparece estendendo o braço sobre o ombro de Moro durante o desfile do Sete de Setembro, em 2019.

Na ocasião os membros da Lava Jato, entre eles o então ministro e ex-juiz da operação, foram alvos de várias denúncias publicadas pelo site Intercept Brasil, às quais revelariam diálogos suspeitos que supostamente comprometeriam a operação.

“A VazaJato começou em junto de 2019. Foram vazamentos sistemáticos de conversas de Sérgio Moro com membros do MPF. Buscavam anular processos e acabar com a reputação do ex-juiz”, diz a legenda da publicação feita na conta oficial do presidente no Twitter.

“Em julho, PT e PDT pediram a prisão dele [de Moro]. Em setembro, cobravam o STF”, completa o texto, concluindo na sequência com uma afirmação sobre o apoio do presidente e a imagem citada logo abaixo do texto. “Bolsonaro no desfile do dia 7 fez isso:”

A publicação teve a clara intenção de sugerir que Moro foi ingrato ao deixar o cargo e fazer acusações contra o presidente Bolsonaro. Confira abaixo: