A deputada Bia Kicis (PSL-DF) lamentou a sua saída da vice-liderança do governo no Congresso Nacional. A decisão foi tomada pelo Planalto esta semana e publicada no Diário Oficial da União.

A parlamentar lamentou a sua saída durante uma entrevista nesta quinta-feira (23) para a revista Terça Livre. “O governo perde muito, porque vai ser difícil ter uma vice-líder que lute tanto pelo governo como eu luto. É isso”, disse ela.

Bia Kicis explicou que a forma como foi retirada do cargo também lhe decepcionou. Ela afirmou que só ficou sabendo da decisão através da imprensa, sem ter recebido qualquer comunicado prévio por parte do presidente Bolsonaro, por exemplo.

“Fiquei triste mais com a forma como aconteceu do que pela minha saída, em si. O governo perde muito mais do que eu”, destacou. Ela se mostrou frustada por ter esperado uma reação de maior proximidade com o presidente.

“Eu poderia ser destituída se o Bolsonaro acha que não devo mais permanecer, mas eu acho que podia ter me dado uma ligada. Porque ele fala assim: ‘Pô, Bia, você é minha irmãzinha’. Quantas vezes eu ouvi ‘você é minha irmãzinha’. Quantas vezes ele fez coisas das quais eu discordei. (Pensava) não, ele tinha uma atitude com a qual eu discordava, mas tudo bem, a gente resolve conversando”, disse ela.