Bia Kicis deverá ser confirmada presidente da CCJ nesta quinta-feira

Após um mês de trabalho nos bastidores, a deputada Bia Kicis (PSL-DF) conseguiu diminuir resistências e está próxima de ser confirmada como presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), colegiado mais importante da Câmara.

A instalação das comissões está prevista para ocorrer ainda nesta quinta-feira (04), mas pode ser adiada devido à interrupção dos trabalhos presenciais da Câmara dos Deputados.

Por lá, passarão os principais projetos da Casa. O colegiado tem a prerrogativa de analisar a constitucionalidade de cada texto. Para assumir o cargo, Kicis já conseguiu o apoio de partidos do centrão, como PP, PL, PSD e Republicanos. A expectativa entre os deputados é que apenas a oposição proteste contra o nome dela.

Proporcionalmente, caberá ao PSL indicar um nome à presidência da CCJ. Embora o partido seja dividido entre bolsonaristas e apoiadores do presidente da sigla, Luciano Bivar (PSL-PE), há um acordo firmado pelos dois lados no momento da eleição para a presidência da Câmara. Bivar ficaria com indicação da primeira secretaria da Casa, enquanto Kicis, apoiada pelos bolsonaristas, seria indicada à CCJ.

“Não interessa a ninguém bagunçar a regra da proporcionalidade”, diz um aliado de Lira e importante líder do Centrão. A instalação das comissões permanentes da Câmara estava prevista para esta quinta-feira. Ao GLOBO, no entanto, o presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), disse que ainda avalia se haverá tempo para a instalação. Com informações: Yahoo Finanças.