Bolsonaro

Desabafo de Bolsonaro causa comoção e indignação contra os ataques da Globo

O presidente Bolsonaro se emocionou em desabafo contra os ataques da rede Globo.

30/10/2019 07h40
Por: Will R. Filho
“Vocês, TV Globo, o tempo todo infernizam minha vida, porra!
“Vocês, TV Globo, o tempo todo infernizam minha vida, porra!". Reprodução: Google

O desabafo do presidente da República, Jair Bolsonaro, feito no final da noite da terça-feira (29) em suas redes sociais, causou comoção entre os apoiadores e até em quem não é simpático ao governo, despertando a indignação de muitos contra o grupo Globo.

Bolsonaro gravou um vídeo onde criticou duramente a emissora Globo, após a publicação de uma matéria que liga o nome dele ao assassinato da ex-vereadora carioca, Marielle Franco.

Segundo a reportagem, no dia do crime, o porteiro do condomínio onde mora o presidente, no Rio de Janeiro, ligou para a sua residência pedindo a autorização para que um dos acusados pela morte da parlamentar entrasse no condomínio. 

A matéria diz que o porteiro falou com um tal de "Seu Jair", liberando a entrada do suspeito. No entanto, Bolsonaro afirmou que não estava em casa no momento do episódio, mas sim em Brasília. O presidente revelou que possui todos os registros da sua estadia no Congresso no momento em que o porteiro disse ter falado com ele, no Rio.

“Vocês, TV Globo, o tempo todo infernizam minha vida, porra! Agora Marielle Franco, querem empurrar em cima de mim? Seus patifes! Canalhas! Não vai colar!", disparou Bolsonaro, visivelmente indignado com a tentativa de associação do seu nome ao assassinato de Marielle Franco.

Em vários momentos Bolsonaro chorou no vídeo, acusando a rede Globo de perseguir ele e sua família. Revoltado, o presidente falou gritando: "Vocês perderam (...), me deixem governar o Brasil (...) eu não deveria perder a linha, sou presidente, mas confesso que estou no limite com vocês".

Bolsonaro critica Witzel

Bolsonaro também criticou a possível colaboração do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, para o vazamento de informações que resultaram na matéria da rede Globo.

O presidente explicou que pelo fato das investigações do caso Marielle Franco estarem em segredo de justiça, apenas alguém com a influência do governador poderia ter facilitado o acesso aos documentos, isentando o porteiro acusado de ter ligado para a sua residência de culpa pela acusação.

Segundo Bolsonaro, o porteiro do condomínio pode ter sido manipulado para fazer tal citação. "O porteiro ou se equivocou, ou não leu o que assinou. Pode o delegado ter escrito o que bem entendeu e o porteiro, uma pessoa humilde, ter assinado embaixo", disse Bolsonaro a jornalistas na Arábia Saudita, segundo a BBC.

"Nós sabemos que (porteiros) são pessoas humildes, que quando são tomadas depoimento, sempre ficam preocupadas com algo. O porteiro está sendo usado pelo delegado da Polícia Civil, que segue ordens do Sr. Witzel governador."

Comoção em apoio a Bolsonaro

Apenas em sua conta no Facebook, a live de Bolsonaro com o seu desabafo bateu todos os recordes de interação, ultrapassando a marca de 200 mil curtidas/reações, 170 mil comentários, 100 mil compartilhamentos e mais de 2,7 milhões de visualizações. 

Até pessoas não simpáticas ao presidente expressaram apoio. "Presidente tenho muitas restrições ao senhor, mas tenho certeza que o senhor é inocente e estão armando pesado. Estou triste com isso", escreveu um internauta.

Outros pediram o boicote a TV Globo, o que deve preocupar a emissora nos próximos dias. "Não assistam a globo. Donos de comércio, mudem se canal!!! Precisamos dar apoio a quem nos quer ajudar", comentou um seguidor. Assista o desabafo completo de Bolsonaro abaixo:

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Blogs e colunas
Últimas notícias
Mais lidas