Hobby Horsing

Tente não rir: campeonato de hipismo sem cavalo vira tendência entre os jovens

A modalidade foi resgatada ainda de forma misteriosa da era medieval por jovens nórdicos

28/10/2019 18h49Atualizado há 1 mês
Por: Opinião Crítica
Fonte: The Guardian / National Post
A modalidade já possui campeonato oficial e tem se espalhado por outros países. Reprodução: Google
A modalidade já possui campeonato oficial e tem se espalhado por outros países. Reprodução: Google

Montar um cavalo imaginário é um sucesso galopante entre meninas dos países nórdicos, e a tendência está se espalhando para outros países. O vídeo de um campeonato da modalidade chamou atenção da internet esta semana, mas antes de assisti-lo, entenda do que se trata.

A modalidade é conhecida como "Hobby Horsing" ("Cavalo de Passatempo", em tradução livre) e não é uma metáfora. Na verdade, é o ato e a arte de montar um cavalo de brinquedo rudimentar - um brinquedo que é, para ser franco, a cabeça de um cavalo de tecido empalhado preso em uma haste de madeira.

A existência de cavalos de passatempo pode ser rastreada por muitos séculos e através de muitas culturas. Eles aparecem em xilogravuras alemãs e pinturas a óleo espanholas do século XVI e são mencionados em The Life and Opinions of Tristram Shandy, de Laurence Sterne, dois séculos depois.

Um tipo de cavalo de passeio teve um papel fundamental nas tradições de Mummers 'Plays e Morris Dancing. Existem variações na Europa, Ásia e América do Norte.

Na Finlândia, o início de sua popularidade moderna entre as meninas permanece como um mistério, embora se saiba que, durante algum tempo, a comunidade floresceu secretamente online. Hoje, não existem apenas praticantes, mas treinadores, competições e juízes.

Os entusiastas atribuem nomes aos cavalos, raças e sexos e, nas exibições habituais de galope, trote e galope, as reuniões abrangerão tudo, desde discussões aprofundadas sobre higiene, linhagem, temperamento, etc.

Se isso parece uma busca improvável para garotas pubescentes na era do Snapchat, Fortnite e BTS, vale a pena considerar que o Hobby Horsing está em ascensão, já tendo se espalhado para a Suécia, Rússia e Holanda.

Em 2017, o hobby finlandês foi objeto de um filme da diretora Selma Vilhunen, que gravou vários praticantes ao longo de cinco anos. Vilhunen tem certeza de seu apelo: "As meninas podem ser fortes e selvagens", disse ela ao NYT. "Eu acho que a sociedade começa a moldá-las em um certo tipo de tranquilidade quando atingem a puberdade."

Por mais antiquado que possa parecer inicialmente, há de fato algo poderoso e agradável nessa comunidade de cavaleiros. Não é uma afetação fofa. Pelo contrário, é uma atividade fisicamente desinibida e estimulante da imaginação - qualidades do jogo a serem incentivadas, principalmente para mulheres e meninas jovens. 

Para Alisa Aarniomaki, a modalidade serviu como uma terapia. "O hobby-horsing tem um forte lado terapêutico", disse ela, acrescentando que a ajudou a lidar com questões pessoais difíceis, como o divórcio de seus pais e o bullying na escola.

“Passei por muitos problemas e ainda estou lutando com alguns problemas. Ajudou-me bastante que ocasionalmente posso galopar pela floresta com meus amigos. De alguma forma, equilibra minha mente", afirmou. Assista abaixo:

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Blogs e colunas
Últimas notícias
Mais lidas