Gênero

Pai luta contra ex-esposa para impedir a "mudança de sexo" do filho de 7 anos

A mãe de James lhe trata como menina desde os 3 anos, enquanto ele se comporta como um menino com o pai.

15/10/2019 18h54Atualizado há 4 semanas
Por: Opinião Crítica
Fonte: Life Site News
A mãe de James o trata como menina desde os 3 anos, enquanto ele se comporta como um menino com pai. Reprodução: Google
A mãe de James o trata como menina desde os 3 anos, enquanto ele se comporta como um menino com pai. Reprodução: Google

Teve início hoje uma batalha judicial entre um pai que tenta impedir sua ex-esposa de "fazer a transição de gênero" de seu filho de sete anos para transforma-lo em uma "menina". 

Jeffrey Younger tem lutado no tribunal para proteger seu filho James da terapia de gênero e castração química. Sua ex-esposa Anne Georgulas está tentando "fazer a transição" de James. Younger está solicitando uma decisão conjunta com Georgulas sobre cuidados psiquiátricos para a criança.

Atualmente, o tribunal decidiu que Younger e Georgulas devem teoricamente concordar com decisões médicas, decisões da escola e quaisquer outras decisões referentes a James e seu irmão gêmeo, Jude. Georgulas, pediatra, recebeu autoridade exclusiva para todos os cuidados psiquiátricos sobre os meninos. 

Este julgamento é a última chance de Younger para salvar seu filho. Após a seleção do júri, os argumentos serão iniciados. Casos familiares como esse geralmente não são ouvidos por júris, mas às vezes ocorrem julgamentos desse tipo no Texas.

O juiz Kim Cooks presidirá o caso. A juíza Cooks parece ser uma defensora dos direitos da família com base em sua biografia no Twitter, que diz: “Reeleger a juíza Cooks por justiça, justiça e preservação da família. Seu apoio contínuo é uma benção!!!”

De acordo com uma página do Facebook criada para aumentar a conscientização sobre o caso, Younger alega que a juíza Cooks deixou claro por suas ações que ela deseja estabelecer um precedente para "técnicas modernas" no desenvolvimento infantil. 

A mãe de James começou a dizer que ele era uma menina quando ele tinha apenas três anos de idade. James teve uma festa de “saída” como parte de sua quinta festa de aniversário. Sua mãe o matriculou na escola como uma menina, "Luna".

Ele se veste como uma menina na escola e usa o banheiro das meninas. Quando James está com seu pai, no entanto, ele se veste como um menino, se chama James e age como um garoto típico de sete anos de idade. No entanto, o pai foi proibido pelo tribunal de falar com James sobre gênero.

Georgulas tentou inscrever James na Clínica GENECIS para iniciar a "terapia de transição de gênero", um programa que incluiria bloqueadores da puberdade nos próximos anos. A clínica não o aceitou, no entanto, devido à recusa de seu pai em participar do que ele chamou de "abuso infantil".

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Blogs e colunas
Últimas notícias
Mais lidas