Pedofilia é doença?

Erro grave: psiquiatra diz que pedofilia é uma "doença" sem cura igual ao diabetes

Afirmar que pedofilia é uma "doença", além de ser especulação teórica, endossa a estratégia do ativismo pedófilo no mundo

14/10/2019 16h33
Por: Will R. Filho
Afirmar que pedofilia é uma
Afirmar que pedofilia é uma "doença", além de ser especulação teórica, endossa a estratégia do ativismo pedófilo no mundo. Médico psiquiatra Danilo Baltieri. Reprodução: Google

Nos últimos anos, a pedofilia vem sendo cada vez mais tratada como uma "doença". Não por acaso, o psiquiatra Danilo Baltieri concedeu uma entrevista onde reforçou essa tese, dizendo que esse "transtorno" é semelhante ao diabetes: "Uma vez portador, vai ser sempre portador".

Baltieri, no entanto, comete um erro crasso ao associar um problema de ordem comportamental - e moral - a algo estritamente biológico como o diabetes. Além da sua afirmação determinista não se aplicar ao campo da saúde mental ("Uma vez portador, vai ser sempre portador"), ele erra também ao tratar de forma conclusiva um assunto que não possui consenso.

"Uma vez portador, vai ser sempre portador. O que varia é a gravidade do problema. Tem pessoas que têm um grau mais leve, outros moderado, grave e até catastróficos, que é quando o indivíduo estupra e mata a criança.", disse ele ao R7.

Fundador da ABSex (Ambulatório de Transtornos da Sexualidade da Faculdade de Medicina do ABC) e já tendo atendido mais de 2 mil pacientes com esse problema, Beltieri reproduz em seus estudos a mesma narrativa especulativa de outros autores, os quais sem poder comprovar às causas da pedofilia em termos biológicos, ainda assim tratam com ares de conclusão estudos que, no máximo, sugerem a existência de evidências, mas não de provas, e evidências essas que são plenamente refutáveis.

O que está por trás da afirmação de que a pedofilia é uma "doença" é uma estratégia muito bem articulada pelo movimento pedófilo mundial, a qual tem como objetivo promover a aceitação social do estupro de crianças e adolescentes. Para tanto, incluir a pedofilia nas listas internacionais de "transtornos" é um passo necessário.

O leitor que deseja entender com mais detalhes os motivos pelos quais a pedofilia NÃO PODE ser classificada como uma doença segundo o modelo biomédico, mas sim e tão somente como um CRIME contra a vida humana, deve ler um artigo publicado em 2017 pelo Opinião Crítica, mas que foi republicado a fim de completar essa matéria, dessa vez, em sua nova plataforma. Leia:

"Pedofilia é doença? Entenda a estratégia do ativismo pedófilo por trás dessa mentira".

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Blogs e colunas
Últimas notícias
Mais lidas