Hino Nacional

Proposta de lei quer acrescentar "Deus te salve, Brasil” no final do Hino Nacional

“O lema ordem e progresso não será uma realidade enquanto não cultuarmos a Deus em tudo”, afirma ex-vereador

03/10/2019 08h11
Por: Opinião Crítica
Fonte: Jornal do Comércio
Ex-vereador emérito da Bahia Grenível Moura. Reprodução: Google
Ex-vereador emérito da Bahia Grenível Moura. Reprodução: Google

O ex-vereador emérito da Bahia Grenível Moura criou um projeto para incluir o nome Deus em partes do hino nacional, hino da bandeira e no título da bandeira do Brasil.

Em entrevista ao JC Online, Moura afirma que é preciso uma revolução teocrática para que Brasil “possa dar certo”. Para que isso ocorra, acredita o ex-vereador, a mudança deve começar na personalidade nacional, incluindo o hino.

“O lema ordem e progresso não será uma realidade enquanto não cultuarmos a Deus em tudo”, afirma Grenível Moura, que é evangélico e apoiador do presidente da república, Jair Bolsonaro (PSL).

Como proposta de mudança, ele pensa em alterar o fim da última estrofe do Hino Nacional para “Dos filhos deste solo és mãe gentil, Deus te salve, Brasil”. No Hino da Bandeira, a alteração seria na quinta estrofe, trocando por: “E o Brasil por seus filhos amado, poderoso com Deus há de ser!”. E, quanto a bandeira nacional, ele quer adicionar o nome de Deus, se tornando “Deus, Ordem e Progresso.”

O ex-vereador defende que, para que uma nação seja abençoada, essas mudanças precisam ser feitas e cita os Estados Unidos e Inglaterra como exemplo. “Por que os EUA são uma das maiores potências do planeta? Porque eles têm Deus no hino, eles o valorizam. Na Inglaterra, o hino pede que Deus salve a rainha”, comentou.

Grenível explica que pensava nessa mudança há muito tempo, mas estava esperando um presidente com “espírito teocrático”, que entendesse a necessidade dessa alteração. Ele enviou um e-mail com a proposta para o presidente Jair Bolsonaro e aguarda resposta para uma audiência, mas já afirma que Bolsonaro tem conhecimento do documento.

Além de tentar contato com o presidente, o ex-parlamentar, que é atualmente secretário de relações institucionais do Instituto Brasileiro de Pesquisa e Administração Municipal (IBPAM), também vai procurar apoio nas bancadas evangélicas para incluir o nome de Deus no Hino Nacional, no Hino da Bandeira e na bandeira nacional. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Blogs e colunas
Últimas notícias
Mais lidas