Rodrigo Janot

Janot pode ser a peça-chave para implodir o STF com revelações sobre ministros

Com a experiência de um ex-procurador geral da República, Rodrigo Janot certamente fez uma revelação pensada já esperando às consequências

28/09/2019 17h53Atualizado há 3 semanas
Por: Will R. Filho
Rodrigo Janot pode ser a peça-chave para a instalação da CPI da Lava Toga e o impeachment de ministros do STF. Reprodução: Metrópoles
Rodrigo Janot pode ser a peça-chave para a instalação da CPI da Lava Toga e o impeachment de ministros do STF. Reprodução: Metrópoles

Um dia após revelar a intenção de assassinar o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, o ex-procurador geral da República, Rodrigo Janot, foi flagrado por uma equipe de reportagem em uma distribuidora de bebidas no Lago Sul, região nobre de Brasília, onde disse que irá se posicionar sobre "essa crise" na próxima semana.

Questionado sobre o motivo de estar na distribuidora de bebidas, tomando cerveja, Janot disse: "Porque aqui é o meu lugar". Sobre a repercussão da sua revelação sobre a intenção de matar Mendes, Janot disse que falará sobre o caso na próxima semana. “Estou pensando em como vou me posicionar diante dessa crise”, disse ele ao Metrópoles.

Ora, não estamos falando de um incauto no âmbito jurídico. Muito pelo contrário! Com sua larga experiência no magistrado, Rodrigo Janot não deu um passo em falso ao revelar suas intenções contra Gilmar Mendes, tanto que tudo está escrito em um livro que ainda será lançado. Ou seja, foi premeditado!

Sem dúvida alguma Janot previu a repercussão das suas declarações e se, de fato, pensou em tirar a própria vida caso concretizasse o intento de matar Mendes, é certo que ele não tem nada a perder. É muito provável que Janot tenha planejado escrever o livro com a intenção de deixar registrado tudo o que viu e ouviu enquanto esteve na PGR.

Ciente da possível repercussão jurídica das suas revelações, Janot pode ter várias cartas na manga prontas para serem usadas contra os seus inimigos. Dizer que está "pensando em como vou me posicionar", lado à promessa de que vai falar nos próximos dias, é um forte indicativo de que o ex-procurador já calculou milimetricamente os próximos passos.

A forte e imediata reação do STF, a pedido de Gilmar Mendes, contra Rodrigo Janot, ao ordenar uma busca e apreensão em sua casa, também reforça a tese de que podem existir elementos ocultos nessa relação conturbada entre o ex-procurador com o ministro da Corte. Resta saber: até que ponto essa crise envolve o próprio STF?

Por fim, a fala de Janot nos próximos dias pode ser crucial para o futuro de Gilmar Mendes no STF, e dependendo da proporção, até mesmo de outros ministros. Talvez seja ele, o ex-PGR, a peça-chave para levar a cabo o desejo de grande parte da população contra o Supremo: a instalação da CPI da Lava Toga e o impeachment de ministros!

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Blogs e colunas
Últimas notícias
Mais lidas