PM

[Vídeo] PM arrisca a vida e se coloca na frente de mulher e criança em tiroteio

"Isso aqui não interessa a muitos órgãos influenciadores", diz o policial Gabriel Monteiro

27/09/2019 22h48
Por: Will R. Filho
"Isso aqui não interessa a muitos órgãos influenciadores", diz o policial Gabriel Monteiro

Na semana passada a Polícia Militar do Rio de Janeiro foi alvo de críticas e protestos por parte de alguns setores, especialmente da grande mídia, após a morte da menina Ágatha Félix, de 8 anos, vítima de uma bala perdida na comunidade da Fazendinha, no Complexo do Alemão.

Os críticos acusaram o governo do Rio e a própria PM de agir, supostamente, de forma irresponsável, usando a força para entrar nas comunidades, o que estaria fazendo vítimas inocentes em decorrência disso. No entanto, quatro dias após a morte de Ágatha, outra criança chamada Vitória Ferreira da Costa, dessa vez de 11 anos, também foi morta por bala perdida, mas como não havia operação policial no local do incidente, o caso não teve praticamente nenhuma repercussão na mídia.

Em outras palavras, está claro que a origem das críticas aos policiais militares e à política de segurança do governador do Rio, Wilson Witzel, é fruto de interesses políticos e ideológicos, e para comprovar esse fato, diversos PMs estão postando vídeos nas redes sociais de operações, onde eles arriscam suas vidas para proteger a população.

Em um dos vídeos, no meio de um confronto com criminosos, um PM arrisca a sua vida indo até uma mulher com uma criança e se coloca na frente dela, levando a moradora para um local seguro em seguida. Na gravação é possível ouvir o som dos disparos de armas de fogo.  

O policial militar e youtuber Gabriel Monteiro replicou a gravação, criticando a omissão da imprensa quanto aos casos em que os policiais atuam como verdadeiro heróis. "Isso aqui não interessa a muitos órgãos influenciadores, contudo nós damos voz aqui", escreveu o PM. Assista o vídeo abaixo:

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Blogs e colunas
Últimas notícias
Mais lidas