Bolsonaro

"Se não confiarem em mim, mais cedo PT volta", diz Bolsonaro após críticas por PGR

Escolha de Bolsonaro por Augusto Aras despertou a crítica em massa dos próprios apoiadores

05/09/2019 19h29
Por: Will R. Filho

O presidente Jair Bolsonaro comentou a quantidade de críticas que vem recebendo, após a divulgação de que escolheu o jurista Augusto Aras para ser o novo procurador geral da República, no lugar de Raquel Dodge, que deixará o cargo no próximo dia 17.

"A nossa vida não é fácil, qualquer decisão tomada para um lado ou para outro tem problema. Hoje, não tenho vetos na lei do abuso de autoridades. Acolhi todos os indicados do Moro, pelo nosso advogado geral da união, pelo CGU e pelo chefe da Casa Civil. Indiquei à tarde o PGR. Estou recebendo muita crítica de gente que votou em mim", disse Bolsonaro em uma conversa com eleitores na tarde desta quinta (5).

Bolsonaro pediu paciência ao público, para que Augusto Aras tenha "um tempo" de trabalho, a fim de ser avaliado, explicando que precisa da confiança dos eleitores. "Se não acreditam em mim e continuar fazendo esse trabalho de não acreditar, eu caio mais cedo, mais cedo o PT volta. Vamos esperar dar um tempo ao novo PGR, o universo era pequeno, e eu tinha que escolher", disse ele, segundo o UOL.

Nas redes sociais, vários apoiadores de destaque viram a decisão de Bolsonaro para a PGR como um possível grande erro do presidente. "O passado de Augusto Aras me faz ter expectativas ruins e questionar se esta indicação foi acertada. Espero que as expectativas que me tomam estejam erradas", disse o deputado e jornalista Paulo Eduardo Martins em seu Twitter.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Blogs e colunas
Últimas notícias
Mais lidas