Psicologia

Psicólogos pedem união em votação contra o ativismo nos Conselho de Psicologia

"Não dividamos nossos votos em chapas de oposição à atual, senão iremos perder novamente"

02/08/2019 08h47
Por: Will R. Filho

Mais de 300 mil psicólogos de todo o Brasil deverão votar entre os dias 23 e 27 de agosto para eleger novos gestores para o Sistema Conselho de Psicologia, grupo que engloba às unidades regionais e a Federal. Com isso, muitos profissionais se organizaram para criar chapas de oposição aos gestores atuais, visando eliminar o "partidarismo" e a "militância ideológica" nesses conselhos. 

Contudo, a criação de várias chapas diferentes não tem ajudado os psicólogos descontentes com a gestão atual, visto que isso tem fragmentado o apoio desses profissionais. Assim, diversos grupos de profissionais nas redes sociais estão pedindo aos colegas união em prol de um objetivo comum: retirar o sistema de gestão atual, marcada pela militância político-ideológica.

Para isso acontecer, é necessário apoiar chapas que possuem maior chance de vitória, como a do Movimento de Psicólogas em Ação (MPA), que concorre na eleição para o Conselho Federal de Psicologia com o número 24, no Rio de Janeiro com o número 13 e no Distrito Federal com o número 14.

"Não dividamos nossos votos em chapas de oposição à atual, senão iremos perder novamente", alertou a psicóloga Isabella Paiva, que apoia o Movimento Psicólogos em Ação, ao compartilhar uma matéria do Opinião Crítica noticiando a mobilização dos seus colegas para às eleições da autarquia este mês.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Blogs e colunas
Últimas notícias
Mais lidas