Brasil e EUA

Amizade entre embaixadas: o filho de Trump no Brasil e o de Bolsonaro nos EUA

A "troca" de filhos entre os dois presidentes, para suas respectivas embaixadas, consolidaria a relação entre os dois países

13/07/2019 12h16
Por: Will R. Filho
A
A "troca" de filhos entre os dois presidentes, para suas respectivas embaixadas, consolidaria a relação entre os dois países

O presidente Donald Trump poderá designar para assumir a embaixada dos Estados Unidos, em Brasília, um dos seus cinco filhos, irmão de Ivanka, assessora influente do pai em âmbito internacional. A possibilidade coincide com a decisão do governo brasileiro de indicar o filho de Jair Bolsonaro, Eduardo, para a embaixada do Brasil nos EUA.

Se trata de um movimento diplomático inédito na história entre Brasil e Estados Unidos, até mesmo entre os demais países. Segundo fontes de O Globo e da revista Crusoé, a decisão consolidaria uma nova era na relação entre as duas maiores potências das Américas.

Eric Trump viria para o Brasil se o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) for nomeado embaixador em Washington, como o seu pai e presidente Jair Bolsonaro indicou esta semana. Por coincidência, Eric tem a mesma idade de Eduardo, 35 anos.

A diferença nesse tipo de "troca" é o fator político. A função dos embaixadores, nesse caso, deixaria de ser meramente técnica, passando a assumir também um papel político-ideológico, neste caso, alinhado com os interesses de ambos os países, que neste momento são governados por administrações conservadoras.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Blogs e colunas
Últimas notícias
Mais lidas