Direitos Humanos

"Contra fake news temos resultados", diz Damares ao apresentar 5 projetos

Damares Alves publica um resumo dos seis primeiros meses da sua atuação no governo Bolsonaro

03/07/2019 19h34Atualizado há 3 semanas
Por: Will R. Filho
Damares Alves publica um resumo dos seis primeiros meses da sua atuação no governo Bolsonaro
Damares Alves publica um resumo dos seis primeiros meses da sua atuação no governo Bolsonaro

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, publicou um pequeno balanço dos seis primeiros meses da sua gestão na pasta do governo Bolsonaro, destacando cinco projetos de iniciativa do seu ministério, sendo a maioria deles voltado para os jovens. Ela frisou que possui "resultados" e não "fake news". Segue abaixo as cinco medidas:

PREVENÇÃO DO SUICÍDIO ENTRE CRIANÇAS, ADOLESCENTES E JOVENS.

Damares Alves lançou em Suzano projeto piloto que se estenderá a toda o Brasil para a prevenção a automutilação e ao suicídio. (Suzano foi palco de chacina que vitimou muitos alunos numa escola estadual de nível médio em 2019).

- PROMOÇÃO DO ENVELHECIMENTO ATIVO

Lançou o Programa Viver que organiza cursos para inclusão tecnológica, prevenção de doenças, educação financeira e promoção da mobilidade física e da saúde mental de idosos.

- INSERÇÃO DE JOVENS NO MERCADO DE TRABALHO

Lançou o programa Agenda Juventude 4.0 que leva as áreas mais ermas do país container com equipamentos de ponta visando a capacitação e o empreendedorismo local.

- PROMOÇÃO DA FAMÍLIA COMO NÚCLEO DE INCLUSÃO SOCIAL

Criação de um programa focado no uso consciente de tecnologias, a fim de que as famílias possam valorizar mais o ao vivo do que o tecnológico.

- INCLUSÃO SOCIAL DAS COMUNIDADES TRADICIONAIS

Lançou projeto para amenizar os efeitos da seca em comunidades quilombolas e aldeias indígenas do Nordeste. O projeto prevê a construção de 110 cisternas em quilombos e aldeias do semiárido, para atender 3.757 famílias de Bahia, Ceará, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte. Ainda para os povos tradicionais, anunciou parceria com o Instituto Brasil 200, que visa o estímulo ao empreendedorismo e ao cooperativismo em comunidades tradicionais de quilombolas, ciganos, povos de terreiro e indígenas.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Blogs e colunas
Últimas notícias
Mais lidas