Saúde

Médica faz denúncia sobre hospital de campanha no Rio: "Aquilo é um CTI de fachada"

"Aquilo é um CTI de fachada. Não tem nem o mínimo de um CTI”, disse a médica.

23/05/2020 19h08
Por: Opinião Crítica
Fonte: G1
Reprodução: Google
Reprodução: Google

No Hospital de Campanha do Maracanã, uma médica pediu demissão por causa da falta de infraestrutura para trabalhar no local. Era o primeiro dia de plantão da anestesista Priscila Eisembert. Ela denuncia que faltam medicamentos e exames para os pacientes..

“Tem muito profissional querendo trabalhar (...) mas infelizmente não dá pra ter estômago pra ver essa atrocidade. O médico, infelizmente, não faz milagre. Ele precisa ter o mínimo pra trabalhar. Aquilo é um CTI de fachada. Não tem nem o mínimo de um CTI”.

A unidade ganhou uma segunda ala nesta sexta-feira (22) em meio a denúncias de falta de medicamentos.

“Conforme as intercorrências foram acontecendo e eu fui examinando individualmente cada paciente e Cada medicação que eu precisava fazer eu fui descobrindo que não tinha", afirmou Priscila.

"Eu tive problemas com todos os pacientes. Um dos casos foi um paciente que recebi por Covid com arritmia cardíaca importante, com a frequência cardíaca de 160, e eu precisava baixar a frequência e não tinha medicação”. Com: G1