Saúde

Teich sobre renúncia: “Não vou manchar a minha história por causa do cloroquina”

Desde a última quinta-feira (14) Jair Bolsonaro vem anunciando que pediria ao Ministério da Saúde para implementar um novo protocolo sobre o uso da cloroquina no tratamento do novo coronavírus.

15/05/2020 13h35
Por: Will R. Filho
Reprodução: Google
Reprodução: Google

A renúncia do ministro da Saúde, Nelson Teich, abriu um novo cisma no governo Jair Bolsonaro em meio à pandemia do novo  coronavírus. Especula-se que o médico pediu demissão por não concordar com um novo protocolo sobre o uso da cloroquina no tratamento da Covid-19.

Segundo informações da CNN Brasil, Teich pediu a sua demissão em uma reunião que durou 15 minutos com o presidente Jair Bolsonaro, na manhã desta sexta-feira (15).

“É o dia mais triste da minha vida. Não vou manchar a minha história por causa do [medicamento] cloroquina”, teria dito o agora ex-ministro, segundo a emissora.

Desde a última quinta-feira (14) Jair Bolsonaro vem anunciando que pediria ao Ministério da Saúde para implementar um novo protocolo sobre o uso da cloroquina no tratamento do novo coronavírus.

O protocolo já está sendo utilizado em um hospital na cidade de Floriano, no Piauí, onde a ministra Damares Alves, da Mulher, Família e Direitos Humanos, visitou e conheceu pessoalmente também na quinta-feira.

Segundo Damares, os resultados de Floriano são "espetaculares" e o procedimento que, no caso do Piauí é supervisionado por uma médica [brasileira] que reside na Espanha, deveria ser aplicado em todo o Brasil.