Comportamento

Bolsonaro promete Lei Federal contra a ideologia de gênero em caráter de urgência

A ideologia de gênero entrou em debate no cenário nacional por volta de 2012, quando figuras como a psicóloga cristã Marisa Lobo fez uma série de denúncias sobre o ativismo LGBT.

12/05/2020 19h52
Por: Will R. Filho
Reprodução: Google
Reprodução: Google

O presidente Jair Bolsonaro voltou a tocar em um assunto que já lhe rendeu inúmeros ataques por parte da grande mídia, ao defender o combate à ideologia de gênero no Brasil.

O presidente prometeu na manhã desta terça-feira (12) fará um projeto de Lei Federal, e em caráter de urgência, para ser apresentado ao Congresso Nacional já nas próximas horas.

“Sabemos que, por 11 a 0, o STF derrubou uma lei municipal que proibia ideologia de gênero. Então, a lei é municipal. Já pedi ontem para o major Jorge [Oliveira], nosso ministro [da Secretaria-Geral], para que providenciasse uma lei, um projeto federal. E devemos apresentar ainda hoje esse projeto com urgência constitucional", afirmou o presidente.

A ideologia de gênero entrou em debate no cenário nacional por volta de 2012, quando figuras como a psicóloga cristã Marisa Lobo fez uma série de denúncias sobre o ativismo LGBT no país, criticando a "doutrinação" nas salas de aula.

Desde então políticos como o presidente Jair Bolsonaro, na época deputado federal, entrou na luta contra o ativismo ideológico de gênero. Um dos temas mais abordados por ele na época foi o "kit gay", resultado das denúncias apresentadas por Marisa Lobo e também por outros psicólogos.

Autora do livro "Famílias em Perigo: o que Todos Devem Saber Sobre a Ideologia de Gênero", Marisa Lobo explica que esse conceito é fruto de uma desconstrução cultural ocorrida ao longo dos anos, onde o objetivo principal é destruir a noção de heteronormatividade.

Na prática, segundo a ideologia de gênero, ninguém nasce com o sexo definido. "Homens" e "mulheres" são apenas construções culturais. Uma criança, portanto, do sexo masculino, pode se enxergar como feminina, bem como uma menina se ver como menino.

O Opinião Crítica possui um extenso banco de informações sobre o assunto, visto que veio acompanhando o debate público sobre o assunto nos últimos anos. Os leitores mais interessados, devem procurar em nosso buscador pelo termo "ideologia de gênero".