Jorge Vercillo

Há um sistema "montado para emburrecer as pessoas", diz cantor Jorge Vercillo

Jorge Vercillo concedeu entrevista onde também fala do cenário político e cultural do Brasil

25/06/2019 10h36
Por: Will R. Filho
Jorge Vercillo concedeu entrevista onde também fala do cenário político e cultural do Brasil
Jorge Vercillo concedeu entrevista onde também fala do cenário político e cultural do Brasil

O cantor Joge Vercillo concedeu uma entrevista ao programa Impressões, da TV Brasil, apresentado pela jornalista Roseann Kennedy, onde falou um pouco sobre o cenário político e cultural do Brasil. Ele que também é compositor, esta em uma turnê nacional com o tema "Nas Minhas Mãos".

“Cidadania é você entender que não é o dono da verdade”, disse ele, destacando que tem contribuído em suas apresentações para a conscientização do público com relação ao debate, por exemplo, nas redes sociais. Para Vercillo, os extremismos devem ser repudiados em prol do diálogo. “Eu tô falando muito nisso, nas entrevistas e nos shows, porque é onde eu posso ajudar”, disse ele.

O novo álbum de Jorge Vercillo possui uma temática na mesma linha de raciocínio, procurando trazer questões do cotidiano relacionadas à cidadania, cultura e política. Ele gravou em parceria com o jogador de futebol Ronaldinho Gaúcho.

“Nas minhas redes eu aprendo muito, mas sem agressividade. Vamos trocar informação. Senão, tanta gente inteligente fica sendo mais burra do que um animal, que é muito mais inteligente”, destacou o cantor, segundo a EBC.

Jorge Vercillo ressaltou que o brasileiro é um povo maravilhoso, generoso e não é corrupto. "É um povo sobrevivente de uma chuva de meteoros. Mas existe toda uma artimanha, um sistema de poder, montado para emburrecer as pessoas. E é isso que a gente tem mudado”, disse.

O cantor acrescentou que só o povo pode melhorar o Brasil e não os políticos. “Porque são pessoas que entram pra política na boa intenção, mas que se veem dentro de um sistema podre. O modus operandi, a maneira de fazer política, é muito arcaica no Brasil”. E concluiu: para melhorar “é só a população deixar dessa coisa infantil, inútil, dessa briga entre esquerda e direita”.  

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Blogs e colunas
Últimas notícias
Mais lidas