Bolsonaro

"Chegamos no limite, não tem mais conversa", diz Bolsonaro em indireta para o STF

Em uma gravação feita na manhã deste domingo (03) em Brasília, diante de um grupo de manifestantes, Bolsonaro disse que vai anunciar um novo nome para a diretoria-geral da PF

03/05/2020 13h31
Por: Will R. Filho
Reprodução: Google
Reprodução: Google

O presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar a suspensão de Alexandre Ramagem para a chefia da Polícia Federal, feita pelo ministro Alexandre de Moares do Supremo Tribunal Federal na semana passada.

Em uma gravação feita na manhã deste domingo (03) em Brasília, diante de um grupo de manifestantes, o presidente disse que vai anunciar um novo nome para a diretoria-geral da PF e afirmou que não irá mais admitir supostas violações constitucionais.

"Chegamos no limite, não tem mais conversa", afirmou o presidente. "Faremos cumprir a Constituição", destacou. Na ocasião, Bolsonaro estava acompanhado de figuras como a deputada Bia Kicis, seu amigo e deputado conhecido como Hélio Negão e do humorista Paulo Cintura.

No sábado, Bolsonaro já havia feito uma declaração que soou como uma indireta aos ministros do STF, após internautas levantarem a hashtag #GolpedeEstado. "Ninguém vai fazer nada ao arrepio da Constituição", disse Bolsonaro. "Ninguém vai querer dar o golpe para cima de mim, não", declarou. Assista abaixo: