Bolsonaro

Bolsonaro manda indireta ao STF: "Ninguém vai querer dar o golpe para cima de mim"

Apoiadores do presidente levantaram a hashtag "#GolpeDeEstado" para alertar o presidente

02/05/2020 11h14
Por: Opinião Crítica
Fonte: Tribuna de Brasília
Reprodução: Google
Reprodução: Google

O presidente Jair Bolsonaro comentou na manhã deste sábado (02) o depoimento que o ex-ministro Sérgio Moro presta à Polícia Federal, chamando o desafeto de "Judas". O chefe do Executivo também mandou uma indireta para o Supremo Tribunal Federal (STF), afirmando que não admitirá atos de inconstitucionalidade.

"Ninguém vai fazer nada ao arrepio da Constituição", disse Bolsonaro. "Ninguém vai querer dar o golpe para cima de mim, não", declarou.

A declaração de Bolsonaro reflete a reação dos seus aliados, que nas últimas horas levantaram a hashtag "#GolpeDeEstado" em referência ao modo como o STF deverá ouvir e julgar às acusações feitas por Sérgio Moro contra o presidente.

Através das redes sociais, o deputado Eduardo Bolsonaro também comentou o depoimento do ex-ministro marcado para hoje, revelando certa desconfiança com relação à rapidez do procedimento judicial.

"Oitiva de Moro será feita por delegados indicados pelo Diretor em exercício da PF,Dr.Disney Rosseti? Apressaram a oitiva para um sábado,logo após o feriado de 1º/MAI que foi sexta Isso é vontade de esclarecer os fatos ou impedir q Moro seja ouvido pela equipe do próximo DG-PF?", questionou Eduardo.