Combustível

Bolsonaro cita gasolina a R$ 0,91 centavos, mas desconto não chega nas bombas

Só neste ano, a queda no preço da gasolina nas refinarias passou dos 40%

23/04/2020 08h00Atualizado há 1 mês
Por: Will R. Filho
Reprodução: Google
Reprodução: Google

O presidente Jair Bolsonaro fez uma citação no começo dessa manhã que certamente despertou um misto de sentimentos nos cidadãos, ao ressaltar o preço da gasolina nas refinarias de apenas R$ 0,91 centavos.

Ao mesmo tempo, Bolsonaro citou como a quantidade de encargos tributários afetam drasticamente o preço final, dando a entender que poderá trabalhar no sentido de eliminar alguns desses custos, a fim de que o desconto no preço da gasolina chegue finalmente aos consumidores.

"Preço dos combustíveis, hoje, nas refinarias: - Gasolina: R$ 0,91 - Diesel: R$ 1,45 - PREÇO FINAL: ICMS + CIDE + PIS/PASEP + Cofins + transporte + lucro dos postos + lucro das distribuidoras", escreveu o presidente.

Preço da gasolina nas refinarias

Durante uma entrevista para um site jornalístico, o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco,  falou sobre a dificuldade de fazer com que o preço da gasolina obtenha os descontos repassados às refinarias.

“Hoje, o litro da gasolina na refinaria da Petrobras está em 91 centavos. Lamentavelmente, não vejo essa queda chegar nas bombas. No fim de semana, eu vi gasolina comum a 4,99. É uma distância muito grande. Significa que houve alguma queda nos postos, mas mínima em relação ao preço da refinaria", disse ele ao Antagonista.

Só neste ano, a queda no preço da gasolina nas refinarias passou dos 40%, conforme destacou o Opinião Crítica em março. O corte de preços reflete o cenário internacional, onde o valor do barril de petróleo despencou por causa da pandemia do novo coronavírus.