Guerra de narrativas

Witzel já muda discurso sobre quarentena: “Teremos que reduzir medidas restritivas"

Nós não podemos brigar e pedir para as pessoas ficarem em casa", afirmou o governador.

26/03/2020 17h08
Por: Will R. Filho
Reprodução: Google/montagem
Reprodução: Google/montagem

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, concedeu uma entrevista na manhã desta quinta-feira, 26, ao programa RJ-TV, da TV Globo, falando sobre as medidas de combate ao coronavírus em seu estado, mas já dando indícios de que deverá voltar atrás em sua decisão de restringir a circulação do transporte público e abertura do comércio, como defende o presidente Jair Bolsonaro.

Witzel, no entanto, tratou de assumir essa mudança de discurso de forma defensiva, fazendo parecer que se precisar voltar atrás em sua decisão de restringir a circulação da população, seria por falta de ajuda do governo Bolsonaro e não pelo risco de colapso econômico em seu estado.

"Se o governo federal, até segunda-feira, não apresentar algo que dê esperança para que as pessoas possam saber que não vão morrer de fome e não vão ter um cataclismo nas suas vidas, vai ser muito difícil continuar com essas medidas protetivas, porque nós não podemos brigar e pedir para as pessoas ficarem em casa", afirmou o governador.

Na sequencia da entrevista, Witzel deixou evidente a sua tentativa de culpabilizar o governo Bolsonaro pela inevitável dificuldade enfrentada pelas empresas, como se o real motivo da crise econômica enfrentada não fosse pelo isolamento massivo da população e a paralisia dos comércios, mas sim por falta de recursos.

"Não podemos falar para que as empresas fiquem fechadas se quem tem condições de socorrer, que é o governo federal, e tem dinheiro pra isso, não tomar as providências. A responsabilidade passa a ser deles", disse ele, segundo informações do G1.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Blogs e colunas
Últimas notícias
Bloco responsivo Opinião Critica - 300x250- posição 03
Mais lidas