Bolsonaro

Bolsonaro rebate a Folha: "Uns seguem buscando o caos, seguimos buscando soluções"

A Folha de S. Paulo criticou o uso do Exército para produzir a cloroquina contra o coronavírus.

22/03/2020 09h14
Por: Will R. Filho
Reprodução: Google
Reprodução: Google

O presidente Jair Bolsonaro rebateu uma matéria publicada pelo jornal Folha de São Paulo no último sábado, 21, na qual consta uma crítica sobre a sua decisão de mandar o Exército Brasileiro ampliar a produção do mediamento cloroquina em seus laboratórios.

O anúncio de que o Exército fará uso dos seus laboratórios para produzir a cloroquina foi feito pelo próprio presidente, mas por se tratar de um medicamento ainda em uso experimental no combate ao coronavírus, a manchete da Folha fez uso disso insinuar que seria uma decisão equivocada do governo tal medida.

A manchete da Folha diz: "Bolsonaro manda Exército produzir mais cloroquina mesmo sem ação comprovada contra Covid-19". O presidente, por sua vez, respondeu o seguinte através das suas redes sociais:

"Isso se chama precaução. O medicamento é barato e caso venha a ser comprovada a eficácia no combate à Covid-19, estaremos preparados para atender a todos os brasileiros rapidamente".

O presidente também destacou que a cloroquina serve para outros tratamentos, podendo ser utilizada neste sentido, caso fique comprovado que ela não produz efeitos significativos no combate ao coronavírus.

"Ainda que os testes do medicamento apresentem ineficácia no tratamento específico ao coronavírus, ele já é comprovadamente eficaz no combate a outros tipos de doença, como a malária, constando, inclusive, no guia de vigilância epidemiológica atualizado. Enquanto uns seguem buscando o caos, seguimos buscando soluções para proteger a nossa nação!", afirmou Bolsonaro.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.