Os "Gomes"

Sem controle? Ciro Gomes ataca Bolsonaro e até parentes: "Família de canalhas"

Ciro Gomes acusou Bolsonaro por uma suposta “escalada da violência nazi-fascista das milícias”

28/02/2020 12h27
Por: Will R. Filho
Reprodução: Google
Reprodução: Google

Utilizando mais uma vez um tom ofensivo contra seus adversários, o ex-candidato à presidência Ciro Gomes não poupou nem mesmo os familiares do presidente Jair Bolsonaro, ao criticá-lo por ter supostamente compartilhado um vídeo em sua conta pessoal no WhatsApp que faz convocação para a manifestação pró-governo marcada para o dia 15 de março.

“Ele é um camarada que não sabe o que fazer com o gravíssimo problema que herdou, e equivocado, está transformando a crise que recebeu em uma verdadeira ameaça à integridade brasileira”, disse Ciro Gomes.

O irmão do senador Cid Gomes, que recentemente utilizou uma retroescavadeira para avançar contra policiais durante uma paralisação, afirmou que Bolsonaro seria o responsável pela “escalada da violência nazi-fascista das milícias”.

Em vez de acalmar os ânimos em seu próprio estado, Ciro insinuou que se o episódio em Sobral tivesse ocorrido na sua presença, o cenário de violência poderia ter sido ainda mais grave. "Lamentei muito não estar eu lá. Mas Deus me protegeu, porque, se estivesse lá, o desfecho talvez fosse pior", afirmou ele, segundo o UOL.

Na sequência do vídeo gravado nesta sexta-feira (28), Ciro ainda insinuou que a greve dos policiais no Ceará, que resultou em disparos de arma de fogo contra o seu irmão, teria alguma correlação com Bolsonaro, disparando críticas ofensivas não apenas contra o presidente, mas também os seus familiares. Assista:

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Blogs e colunas
Últimas notícias
Bloco responsivo Opinião Critica - 300x250- posição 03
Mais lidas