Política

Grave: aliados de Bolsonaro falam em possível golpe parlamentar articulado por Maia

"O Ministério Público Federal deve imediatamente investigar Rodrigo Maia", diz deputado

28/02/2020 07h23Atualizado há 2 semanas
Por: Will R. Filho
Reprodução: Google
Reprodução: Google

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, voltou a ser o centro das críticas que partem dos apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, após uma viagem que ele fez a Espanha, onde discutiu entre outros assuntos o "parlamentarismo". 

"O Ministério Público Federal deve imediatamente investigar Rodrigo Maia. Reunir-se com autoridades estrangeiras para tratar de assuntos de política nacional, aliás, contra a ordem jurídica vigente, é gravíssimo e não pode passar impune", disse o deputado Douglas Garcia (PSL-SP).

No sistema parlamentarista, o poder administrativo do país se concentra no Congresso, comandado pelo primeiro-ministro, que se torna o chefe de governo. No contexto brasileiro, o jornalista Augusto Nunes já havia alertado sobre o assunto antes que a viagem de Rodrigo Maia a Espanha ocorresse.

"O Congresso chantageia o governo. Não há outra palavra para qualificar o que faz o Congresso com o orçamento. Eles querem cada vez mais verbas. […] Eles estão violando a Constituição ao implantar um parlamentarismo de fato. O Rodrigo Maia se julga primeiro-ministro do Brasil”, afirmou o jornalista no programa "Os Pingos nos Is".

"Parlamentarismo branco"

A desconfiança em relação à forma como parte do Congresso vem se comportando, em conjunto com o presidente da casa, Rodrigo Maia, não é algo recente. Cinco meses após o início da gestão Bolsonaro, em 2019, jornais e aliados do governo já falavam da existência de um "parlamentarismo branco" no país.

O termo se refere a um modelo de parlamentarismo não reconhecido oficialmente, mas atuante. "Nesse cenário, o Legislativo ganhou autonomia e passou a buscar uma agenda própria, movimento que foi batizado de 'parlamentarismo informal' ou 'parlamentarismo branco'", explicou a BBC em uma matéria publicada, vejam só... em maio do ano passado.

Nesse contexto, a viagem de Rodrigo Maia para discutir "parlamentarismo" com autoridades da Espanha (governada pela esquerda) foi de chamar atenção. O assunto foi publicado no twitter da própria embaixada espanhola no Brasil, e em seguida apagado, o que terminou aumentando ainda mais a desconfiança. Observe:

Embaixada da Espanha confirma viagem de Rodrigo Maia
Embaixada da Espanha confirmou que entre os assuntos discutidos durante viagem de Rodrigo Maia ao país estava o "parlamentarismo". A publicação, no entanto, foi apagada após polêmicas. Reprodução: Twitter. 

 O deputado Marco Feliciano também se pronunciou sobre o caso, afirmando que "o Congresso quer mudar a Constituição", e que Rodrigo Maia já estaria "rodando o mundo" como se fosse um chefe de Estado.

"Congresso quer mudar a Constituição (sistema de governo) via lei orçamentária e o presidente da @camaradeputados @RodrigoMaia roda o mundo se reunindo com autoridades estrangeiras posando de Chefe de Estado. E ainda querem dizer q o PR @jairbolsonaro ataca as instituições???!!!", escreveu Feliciano em sua rede social.

O escritor Flávio Gordon, autor do best-seller "A Corrupção da Inteligência", também comentou a situação concordando com um possível golpe parlamentar em andamento. 

"Não se enganem: na maior parte dos casos, o repúdio às manifestações do 15/03, embora fantasiado de virtuosa defesa do 'estado democrático de direito', não passa de apoio ao golpe do parlamentarismo branco de Rodrigo Maia", afirmou ele.

ATUALIZAÇÃO: Esta semana [23/03/20] o jornal Folha de S. Paulo informou que o ministro Gilmar Mendes encaminhou ao Congresso Nacional a minuta de um projeto de lei que visa implementar o "semipresidencialismo" no Brasil. Vejam aqui e tirem suas conclusões.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Blogs e colunas
Últimas notícias
Bloco responsivo Opinião Critica - 300x250- posição 03
Mais lidas