Carnaval

Escolas que criticaram Bolsonaro amargam derrota e homenagem à lavadeiras vence

“Viradouro de alma lavada descreve a valentia e a bravura das mulheres que fizeram parte do início das páginas da história de liberdade do nosso país”.

26/02/2020 18h41Atualizado há 1 mês
Por: Opinião Crítica
Fonte: Com informações: Agência Brasil
Reprodução: Google
Reprodução: Google

Unidos do Viradouro é a grande campeã do carnaval do Rio de Janeiro. O resultado dos desfiles das escolas de samba do Grupo Especial foi divulgado hoje (26) pela Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa), na Praça da Apoteose. Esta é a segunda vitória da escola, que também levou o título 1997.

Com o enredo Viradouro de alma lavada, dos carnavalescos Marcus Ferreira e Tarcísio Zanon, a escola de Niterói resgata a bravura das escravas de ganho do Abaeté, que trabalhavam para comprar a alforria de parentes e amigos.

“Viradouro de alma lavada descreve a valentia e a bravura das mulheres que fizeram parte do início das páginas da história de liberdade do nosso país”, explica a descrição do desfile deste ano, que valorizou o trabalho das mulheres simples do passado.

A escola Mangueira, que voltou a causar polêmica ao utilizar a temática cristã para fazer críticas a líderes religiosos e também a políticos, como o presidente Jair Bolsonaro, terminou em sexto lugar na apuração dos votos. Confira o quadro abaixo:

Apuração dos votos das escolas de samba do Rio de Janeiro, 2020.
Apuração dos votos das escolas de samba do Rio de Janeiro, 2020. Fonte: G1

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Blogs e colunas
Últimas notícias
Bloco responsivo Opinião Critica - 300x250- posição 03
Mais lidas