"Quebra-Crânio"

Sociedade Brasileira de Neurocirurgia emite alerta sobre "brincadeira quebra-crânio"

"O que parece ser uma brincadeira inofensiva, é gravíssimo e pode terminar em óbito", diz SBN

13/02/2020 12h03Atualizado há 2 semanas
Por: Opinião Crítica
Fonte: Com informações: TV jornal
Falsa
Falsa "brincadeira" pode levar à morte, alerta SBN. Montagem: Opinião Crítica

A Sociedade Brasileira de Neurocirurgia (SBN) emitiu um comunicado sobre os riscos da "brincadeira" conhecida como "quebra-crânios", que viralizou nas redes sociais. Os vídeos do novo "desafio" estão circulando na internet e têm causado preocupações entre os médicos.

A ''brincadeira'' acontece da seguinte forma: três pessoas ficam lado a lado e a que está no meio (desavisada) salta, enquanto os dois das pontas aplicam uma rasteira, causando a queda e uma forte pancada da pessoa no chão. De acordo com o médico ortopedista, Rodrigo Castro, a pancada pode causar problemas sérios de saúde e até levar à morte.

''Isso não se trata de uma brincadeira, se trata de uma agressão física. O problema relacionado à queda é a dor muscular e a fratura'', comentou. Confira o comunicado na íntegra:

Prezados (as) senhores (as), A Sociedade Brasileira de Neurocirurgia (SBN) vem, por meio deste, alertar aos pais e educadores sobre a necessidade de reforçar a atenção com crianças e adolescentes, diante do desafio “quebra-crânio”, que se alastra pelo ambiente doméstico, escolar e é reproduzido nas redes sociais.

Ele provoca uma queda brutal, onde um dos participantes bate a cabeça diretamente no chão, antes que possa estender os braços para se defender. Esta queda pode provocar lesões irreversíveis ao crânio e encéfalo (Traumatismo Cranioencefálico - TCE), além de danos à coluna vertebral. Como resultado, a vítima pode ter seu desempenho cognitivo afetado, fraturar diversas vértebras, ter prejuízo aos movimentos do corpo e, em casos mais graves, ir a óbito.

O que parece ser uma brincadeira inofensiva, é gravíssimo e pode terminar em óbito. Os responsáveis pela “brincadeira” de mau gosto podem responder penalmente por lesão corporal grave e até mesmo homicídio culposo.

Deste modo, como sociedade, pais, filhos e amigos, devemos agir para interromper o movimento e prevenir a ocorrência de novas vítimas. Acompanhar e informar/educar sobre a gravidade dos fatos, pode ser a primeira linha de ação. Sem mais para o momento, subscrevemo-nos.

Diretoria Sociedade Brasileira de Neurocirurgia (SBN)

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas