Vilipêndio

"Agora que sejam condenados a indenização", diz Damares sobre a Porta dos Fundos

"Causaram dor a muita gente e afrontaram milhões de brasileiros", diz Damares Alves sobre a Porta dos Fundos

09/01/2020 09h18
Por: Will R. Filho
Damares pede a condenação da Porta dos Fundos. Reprodução/montagem: Google/Opinião Crítica
Damares pede a condenação da Porta dos Fundos. Reprodução/montagem: Google/Opinião Crítica

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, comentou a decisão da Justiça do Rio de Janeiro de suspender a exibição do vídeo "Especial de Natal Porta dos Fundos: A Primeira Tentação de Cristo", da plataforma Netflix.

A decisão foi proferida pelo desembargador Benedicto Abicair, da 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, após acatar uma liminar provisória protocolada pela associação católica Centro Dom Bosco de Fé e Cultura.

O magistrado entendeu que o direito à liberdade de expressão não é absoluto, no sentido de que ele também é limitado por leis que regem práticas que podem ser consideradas crimes contra à fé alheia, tais como o vilipêndio, definido pelo Artigo 208 do Código Penal.

Para Damares Alves, além da suspensão do programa, os integrantes da Porta dos Fundos devem ser condenados à indenização. "Bela e oportuna decisão!", escreveu a ministra ao comentar a decisão.

"Agora que sejam condenados a indenização por danos coletivos, eles causaram dor a muita gente e afrontaram milhões de brasileiros", frisou Damares.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.