Intolerância

Garoto de 13 anos é agredido por ser "branco" e apoiador de Donald Trump, diz mãe

"O racismo é real e não unilateral! Ajude-nos a buscar justiça!", escreveu a mãe

26/12/2019 11h19Atualizado há 4 semanas
Por: Will R. Filho
A mãe do jovem lembrou que o racismo não é unilateral. Reprodução: Twitter
A mãe do jovem lembrou que o racismo não é unilateral. Reprodução: Twitter

Quando se fala em racismo, não há dúvidas de que ele é real e afeta milhões de pessoas ao redor do mundo. O que não se noticiava até então é que esse tipo de discriminação não é unilateral, e que agora uma nova motivação tem tornado a prática desse crime ainda mais comum: a política!

Nos Estados Unidos, país onde a apenas algumas décadas atrás os negros eram segregados, hoje vivencia uma onda de confronto racial de ambos os lados, e boa parte disso por causa de divergências político-ideológicas, especialmente após a ascensão do atual presidente, Donald Trump.

Nesta quarta-feira, uma mãe estadunidense chamada Jennifer utilizou a sua rede social para denunciar à agressão sofrida por seus dois filhos. O mais novo, de 13 anos, teve o nariz quebrado, segundo ela, por ser "branco" e apoiador do presidente Donald Trump.

Jennifer disse que a polícia local não parece se importar muito com o caso, então divulgou as fotos do filho como uma tentativa de chamar atenção e cobrar justiça pelo caso. 

"Meu filho de 13 anos foi atacado por ser branco e um apoiador de @realDonaldTrump. Ele e seu irmão mais velho foram chamados de nomes e bateram com um martelo quebrando o nariz do meu filho mais novo (13). O racismo é real e não unilateral! Ajude-nos a buscar justiça!", escreveu a mãe.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.