Pacote anti-crime

"Apesar do juiz de garantias, há avanços", diz Moro sobre sanção de Bolsonaro

"É um excelente texto e nada inconsistente com o teor originário do projeto anticrime", disse Sérgio Moro

26/12/2019 09h29
Por: Will R. Filho
"Apesar disso, vamos em frente", diz Moro sobre pacote anticrime. Reprodução: Google

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, comentou a sanção presidencial do pacote anticrime aprovado pelo Congresso Nacional. Ele destacou que apesar de algumas emendas terem sido mantidas, como a do juiz de garantia, a íntegra do texto representa um avanço para o país.

"Sancionado hoje o projeto anticrime. Não é o projeto dos sonhos, mas contém avanços. Sempre me posicionei contra algumas inserções feitas pela Câmara no texto originário, como o juiz de garantias. Apesar disso, vamos em frente", escreveu o ministro.

O descontentamento de Moro sobre a menda do juiz de garantia não diz respeito à proposta em si, mas ao fato de ser uma medida inviável para o contexto do Brasil, onde a corrupção existe em nível sistêmico, incluindo o próprio judiciário.

Em uma entrevista passada, Moro ressaltou que o juiz de garantia funciona em certas regiões da Europa, o que é diferente do Brasil tanto pelo tamanho geográfico, como pela falta de estrutura financeira que é necessária para atender a quantidade de juízes necessários para aplicar a proposta.

"É um excelente texto e nada inconsistente com o teor originário do projeto anticrime. Como disse, apesar do juiz de garantias, há avanços", destacou Moro em outra publicação em sua rede social.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.