Baile Funk

Bandidos usam pessoas como escudo contra a PM em baile funk e nove morrem pisoteadas

“As ações só se deram porque os policiais foram atacados”, afirmou o porta-voz da PM.

02/12/2019 08h12
Por: Will R. Filho
Nove pessoas morreram pisoteadas. Reprodução: Google
Nove pessoas morreram pisoteadas. Reprodução: Google

Nove pessoas morreram pisoteadas em um baile funk na favela Paraisópolis, zona sul de São Paulo, na madrugada do último domingo (01/12), após bandidos invadirem o local após uma troca de tiros com policiais.

Segundo o tenente-coronel Emerson Massera, porta -voz da Polícia Militar, os policiais usaram balas de borracha e bombas de gás lacrimogênio em reação ao ataque inicial de bandidos. O militar informou que os criminosos atiraram contra as viaturas no momento de uma abordagem a cerca de 300 metros do local onde ocorria o chamado "pancadão".

A PM informou ainda que cerca de 5 mil pessoas participavam do baile. As declarações foram dadas em uma entrevista coletiva no início da tarde, segundo informações da EBC.

“As ações só se deram porque os policiais foram atacados”, afirmou o porta-voz da PM.  “Na tentativa de abordagem, esses ocupantes da moto fugiram e dispararam contra os policiais. Esse acompanhamento se deu por cerca de 300 metros, quando acabou terminando no pancadão. Os criminosos utilizaram as pessoas que estavam frequentando o baile como uma espécie de escudo humano para impedir a perseguição policial”, detalhou Massera.

Na correria, dez pessoas foram pisoteadas pela multidão presente no baile. As vítimas foram socorridas e levadas para um pronto-socorro local, mas nove delas não resistiram aos ferimentos e morreram.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Blogs e colunas
Últimas notícias
Mais lidas