Villas Boas

General anuncia a criação do "Instituto Villas Boas" para pessoas com doença rara

"Tenho a honra de convidar a todos que desejarem se juntar às nossas causas", escreveu Villas Boas

29/11/2019 08h50
Por: Will R. Filho
Presidente Bolsonaro e o ex-comandante do Exército general Villas Bôas — Foto/Reprodução: Isac Nóbrega/PR
Presidente Bolsonaro e o ex-comandante do Exército general Villas Bôas — Foto/Reprodução: Isac Nóbrega/PR

O ex-comandante do Exército Brasileiro, general Eduardo Villas Boas, anunciou na quinta-feira (28), através da sua rede social, a criação de um instituto para portadores de doenças raras que leva o seu nome de homenagem.

"Tenho a honra de convidar a todos que desejarem se juntar às nossas causas para divulgar conhecimento que traga benefícios às pessoas que vivem em condições raras, assim como eu", escreveu Villas Boas na publicação.

"Ademais, humildemente, diante do gigantismo da tarefa, queremos nos juntar a aqueles que imaginam ser essencial reconstruirmos um projeto nacional, capaz de mobilizar nossas energias de forma a encurtarmos nosso tempo de consolidação dos nossos objetivos."

Villas Boas sofre de esclerose lateral amiotrófica (ELA), uma doença rara neuromotora de caráter degenerativo que ainda não possui cura, mas apenas tratamentos paliativos que visam retardar a condição e melhorar a qualidade de vida dos portadores.

A organização se chamará "Instituto General Villas Boas", em homenagem ao militar que comandou o Exército Brasileiro de 2015 até janeiro de 2019, após nomeação da ex-presidente Dilma Rousseff.

Villas Boas é um dos nomes mais respeitados das Forças Armadas do Brasil, elogiado por muitos pela sua competência profissional, eloquência e preocupação com as questões sociais do contexto brasileiro.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Blogs e colunas
Últimas notícias
Mais lidas