“Luto pela liberdade, confio em Jesus”, diz lutadora do UFC sobre luta anticomunismo

O próximo evento do Ultimate Fighting Championship, marcado para acontecer no sábado, 24 de abril, em Jacksonville, na Flórida (EUA), promete ter uma luta com uma motivação diferente da comum, visto que para uma das lutadoras o embate também poderá ser um recado contra o comunismo.

A luta será pelo cinturão do título mundial de campeã do peso-palha do UFC, tendo como desafiante a lutadora Rose Namajunas, que vai lutar contra a chinesa Zhang Weili. Ocorre que, por ser filha de lituanos que emigraram para os Estados Unidos fugindo da tirania comunista, para a desafiante a luta também possui significado político.

“Sinto que desta vez tenho algo em particular pelo que lutar – aquilo que ela (Weili) representa. Tentei me lembrar da história de minha família, de onde viemos”, disse Namajunas, chegando a declarar que “melhor morta do que vermelha”, em referência a uma frase que se tornou comum durante a Guerra Fria.

A lutadora, no entanto, deixou claro que não tem “nada pessoal” contra a chinesa, “mas esta é uma grande motivação para mim. Eu luto pela liberdade, confio em Jesus, sou de sangue lituano e tenho o sonho americano. Vou levar todas essas coisas para esta luta.” Assista o vídeo promocional abaixo: