DENÚNCIA: estudantes são levados em horário de aula para ato político em sindicato

Estudantes foram retirados da escola, em pleno horário de aula, para participar de um ato que teve como intenção promover pautas políticas ligadas à esquerda, com direito à cartazes de “Lula Livre”.

Se trata dos alunos das escolas estaduais Antônio Mota Filho e Dona Luíza Timbó, em Tamboril-CE, que saíram para participar de um evento político na sede do Sindicado dos Servidores Públicos do Município.

A denúncia foi recebida pelo movimento Escola Sem Partido (ESP), que divulgou mais esse caso de doutrinação ideológica nas escolas do Brasil. “Isto acontece em todo o país”, diz o ESP.

“Há mais de 30 anos, crianças e adolescentes estão sendo aliciadas e exploradas politicamente por militantes disfarçados de professores, a serviço dos partidos e organizações de esquerda”, explica o movimento.

Nas redes sociais, muitos apoiadores do ESP ficaram indignados com a denúncia: “Tem que demitir os professores que permitiram isso. E se acontecesse um acidente fora da escola. A gente paga imposto pra aluno ficar estudando… Isso daí e um total absurdo”, postou um internauta.