A apresentadora Xuxa Meneghel esteve no programa da Eliana, exibido no SBT nesse domingo (16). Durante o encontro Xuxa revelou que só aceitou fazer o polêmico filme “Amor Estranho Amor”, no qual encena relações sexuais com um menino de 12 anos, para agradar o ex-jogador Pelé, na época o seu namorado.

“Odiei fazer Amor Estranho Amor. Me enganaram, falaram um monte de coisa, que era para ser feito assim, assado. Foi o único trabalho que Pelé me fez fazer, porque ele falou: ‘Faz por causa do meu amigo’. Fiz e me estrepei”, disse Xuxa à Eliana.

O filme gerou muita polêmica anos depois, com a disseminação das redes sociais, especialmente após a apresentadora se envolver em um debate político sobre a chamada “Lei da Palmada” (Lei Menino Bernardo) em 2014, onde ela foi acusada de, supostamente, não ter moral para se envolver em decisões dessa natureza devido ao filme.

No encontro com Eliana, Xuxa também tentou argumentar a seu favor, rebatendo os críticos e ainda defendendo o filme, visto por muitos como uma clara apologia à pedofilia:

”Não gosta de mim, não tem problema. Querem me chamar de garota de programa, querem dizer que sou pedófila porque fiz um filme quando tinha 18 anos, chamem. Aliás, gostaria que todo mundo visse o filme, é muito bom”, explicou.

Por fim, Xuxa também falou da sua relação com Pelé, revelando que foi o seu primeiro amor. “Fui muito apaixonada por ele. Tive que lidar com traição, com mentira, porque ele dizia que o Pelé precisava fazer certas coisas. Depois de um tempo, comecei a achar que isso era normal. Quando não estava mais com ele, vi que não era normal”, disse ela.