Maria Flor faz sátira para culpar Bolsonaro por não ter Carnaval e vira piada na web

Viralizou nesta terça-feira, ficando entre os assuntos mais comentados do Twitter, um vídeo da atriz Maria Flor, 37, criticando o presidente Jair Bolsonaro por não haver Carnaval este ano. A gravação, contudo, parece fazer parte de uma série de publicações satíricas batizadas por ela como “Flor Pistola”.

Em sua conta no Instagram, a artista usou palavrões e apelos de cunho sexual para lamentar a falta do Carnaval. Apesar da aparente encenação quanto aos trejeitos e palavreados, o conteúdo da crítica parece real.

“Esse homem (Bolsonaro) quer mesmo acabar com o Carnaval, acabar com o sexo, ninguém mais trepa, fica todo mundo naquele ‘papai e mamãe’, aquele negocinho mais ou menos”, disse ela.

Em alguns momentos, às expressões de Maria Flor parecem tão caricatas que é difícil saber se tudo faz parte da encenação bizarra sobre o assunto, como atriz que é, ou se está se expressando realmente uma opinião séria, o que acabou fazendo muitos internautas não entenderem o tom irônico da gravação.

Ela disse, por exemplo, que no segundo dia de festa já estaria “está toda suja, toda lambuzada de cerveja com xixi e gozo de alguém e lambeção. Putaria, gente, é isso que o Brasil precisa”.

O deputado e pastor Marco Feliciano comentou a repercussão do vídeo, dizendo que a atriz precisaria de um “exorcismo”. Aparentemente, Feliciano e outros internautas não enxergaram o vídeo como uma sátira, mas como uma espécie de “surto” da atriz, o que também acabou provocando reações diversas.

“Essa moça precisa de um exorcismo… Mas representa com perfeição tudo aquilo contra o qual eu luto. Por isso, Deus me deu um mandato. Eu morro, mas não deixo essa gente tomar o Brasil de nós!”, escreveu o parlamentar.

Seguidores da atriz elogiaram: “Manooooooooooo vc é sensacional!!!! Chorei de rir (e de desespero)”, escreveu um usuário, enquanto outros criticaram. Assista e tire suas conclusões: