Lockdown “só serviu para acelerar a miséria”, diz médico doutor em imunologia

A insistência de muitos governadores e prefeitos pela adoção do lockdown em suas regiões, mesmo diante do aumento da contaminação e mortes decorrentes do novo coronavírus, como em São Paulo, pode ter sido um erro fatal, visto que segundo o médico Roberto Zeballos, doutor em imunologia e clínico geral, tal medida “só serviu par acelerar a miséria”.

Na manhã desta sexta-feira (16), durante uma entrevista para o programa Opinião no Ar, da Rede TV!, Zeballos explicou que das centenas de pacientes com o Covid-19 que ele e a sua equipe atenderam, poucos desenvolveram a forma grave da doença, e isto porque realizaram o tratamento precocemente.

“O que mais causa fatalidade é o tratamento tardio”, afirmou Zeballos. “De 747 casos que eu e minha equipe atendemos, aqueles que começam tratando desde o começo, com vigilância, eu tive que internar alguns, muito poucos. Aqueles que não fazem o tratamento acabam internando demais.”

“Outra coisa que ficou muito clara é que o confinamento não funciona”, disse. “O propósito do lockdown era para a gente organizar o sistema de saúde para ter leitos e evitar o colapso. […] Essa medida não tem efeito. Infelizmente, apesar da melhor das intenções, essa medida só serviu para acelerar a miséria”, completou, segundo a Oeste.