Desenho para crianças de 4 a 8 anos apresenta "casamento homossexual" na TV

Desenho para crianças de 4 a 8 anos apresenta "casamento homossexual" na TV

"Arthur", uma série infantil de desenho animado exibida nos Estados Unidos, começou sua vigésima segunda temporada com o "casamento" surpresa do professor de Aardvark, Sr. Ratburn, com outro homem.

No episódio, Arthur e seus colegas de classe ficam intrigados ao descobrirem que o professor está se casando e começam a investigar quem seria sua noiva. Quando as crianças aparecem na cerimônia, descobrem que o Sr. Ratburn não tem uma noiva. Em vez disso, ele caminha pelo corredor da tenda de casamento de braços dados com um aardvark chamado Patrick.


"Arthur", que apresenta animais antropomorfizados, é voltado para crianças de quatro a oito anos. É transmitido pela PBS Kids, e seu propósito educacional é, aparentemente, despertar o interesse das crianças pela leitura.

 O desenho é baseado nos livros de aventuras de Arthur, de Marc Brown. O Sr. Ratburn foi originalmente baseado no próprio professor de álgebra do ensino médio de Brown. 


Esta não foi primeira investida de Arthur no mundo adulto dos relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo. Em 2005, a então Secretária de Educação Margaret Spellings escreveu uma carta de protesto para a PBS (que é financiada por impostos), ressaltando que o show foi feito para preparar as crianças para a escola.

Já naquela época, outro desenho havia exposto personagens fazendo alusão ao comportamento homossexual, gerando o protesto de muitos pais.

“Acreditamos que o episódio 'Sugartime!' não se enquadra nesses propósitos ou na intenção do Congresso e prejudicaria o objetivo geral do programa Ready-to-Learn - produzir programas que alcancem o maior número possível de crianças e famílias", escreveu a Secretária em 2005.


“Muitos pais não querem que seus filhos jovens sejam expostos aos estilos de vida retratados neste episódio. O objetivo do congresso e do Departamento de financiar essa programação certamente não foi introduzir esse tipo de assunto às crianças, particularmente através de um meio poderoso e íntimo como a televisão”, destacou.

A PBS então excluiu o episódio, mas ele ainda foi transmitido por algumas das suas filiadas.

Hoje, a PBS Kids afirma em seu site que o seu objetivo é “causar um impacto positivo na vida das crianças por meio de entretenimento baseado em currículos com modelos positivos e conteúdo criado para nutrir o bem-estar total de uma criança”.


“A PBS KIDS incentiva as crianças a interagirem como cidadãos respeitosos em uma sociedade diversificada”, continua o canal.

“Ao envolver pais, professores, cuidadores e comunidades como parceiros de aprendizagem, a PBS KIDS ajuda a capacitar as crianças para o sucesso na escola e na vida. O resultado final da PBS é medido pelo quanto contribui para o bem-estar das crianças americanas”. Vídeo abaixo:



Fonte: LifeSiteNews

COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo.