Bolsonaro: Dilma cortou 10 bilhões da Educação e distribuiu 50 bi até entre ditaduras


O presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, utilizou suas redes sociais nesta sexta-feira (17) para divulgar um vídeo do - agora - governador Ronaldo Caiado (DEM), onde o parlamentar aparece lendo uma lista de valores distribuído à países amigos do Brasil durante o governo da petista Dilma Rousseff, entre eles algumas ditaduras.

A intenção do presidente foi rebater críticas sobre o contingenciamento de 3,4% de verbas para a Educação, na sua gestão, citando o corte de 10 bilhões feito pela ex-presidente Dilma, bem como a distribuição de outros 50 bilhões para alguns países.



"Dilma cortou 10 bilhões da Educação e doou 50 bilhões para países amigos (algumas ditaduras)", escreveu Bolsonaro. "Quem participou dessa última manifestação e não tinha conhecimento disso, eu lamento, mas foram usados como massa de manobra pelo bando do 'Lula livre'".

Os dados citados por Jair Bolsonaro estão corretos, conforme matéria publicada ontem aqui mesmo no Opinião Crítica, mostrando que desde 2009 os governos petistas cortaram verbas da Educação. Para saber detalhes, leia: "Hipocrisia? Veja os cortes bilionários de Lula e Dilma na Educação entre 2009 e 2016".

Abaixo segue o vídeo com a lista de países beneficiados pelo governo Dilma:



COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo.