A Amazônia é do Brasil e não da humanidade, diz general: “Não aceito essa história"

Amazônia é do Brasil, diz Heleno
Para o general Heleno há interesses estrangeiros na Amazônia. Reprodução: Google

O ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional do governo Bolsonaro, general Augusto Heleno, deu uma declaração que deve ter causado espanto à figuras como a ex-ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, ao dizer que a ideia de que a floresta amazônica é um "patrimônio cultural da humanidade" não passa de pura "bobagem".

“Não aceito essa história de que a Amazônia é patrimônio da humanidade, isso é uma grande bobagem”, afirmou em entrevista no Palácio do Planalto, segundo informações do Extra. O que a priori parece uma visão depreciativa da maior biodiversidade do planeta, na verdade, se trata da valorização dela em território brasileiro.



“A Amazônia é brasileira, patrimônio do Brasil e tem de ser tratada pelo Brasil em proveito do Brasil.”, completou Heleno. Para o general, em outras palavras, a ideia de que a Amazônia é "da humanidade", ainda que simbolicamente falando, deprecia a soberania no país sobre às riquezas nacionais.

Exploração econômica da Amazônia




Augusto Heleno vai direto ao ponto quando diz que o interesse estrangeiro sobre a Amazônia envolve exploração econômica, diferente do que defende muitos ambientalistas. Assim, cabe ao Brasil ser pioneiro nessa exploração, obviamente de forma responsável, ao invés de permitir que através de uma narrativa ambientalista esse direito seja concedido a outros países.

“Há influência estrangeira na Amazônia, totalmente desnecessária e nefasta”, disse Heleno. “As ONGs servem para esconder interesses. Há interesses estratégicos, econômicos, geopolíticos, tudo se mistura.”.



“Temos capacidade para fazer o desenvolvimento sustentável da Amazônia sem prejudicar o resto do mundo”, disse Heleno. “Agora, aceitar que o resto do mundo dê palpite na Amazônia quando o resto do mundo jamais aceitou palpite de outros países, eu não aceito.”


COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo.