Paulo Guedes sugere na Globo que opositores do governo pensam "em bando"

Paulo Guedes sugere que a oposição pensa "em bando"
Paulo Guedes durante entrevista na Globo News. Reprodução: Google

O ministro da Economia, Paulo Guedes, esteve nesta quarta-feira (17) concedendo entrevista para a Globo News, para debater sobre a reforma da Previdência, a articulação do governo, intervenção na Petrobras e as perspectivas de crescimento da economia brasileira.

"As minhas conversas com políticos são muito no sentido de mostrar a inevitabilidade da reforma, como é construtiva a pauta, até para eles. Essa reforma é diferente da do Temer, que era uma reparação do sistema de repartição. Essa é uma abertura para um regime de poupança", declarou o ministro.


Na ocasião, Guedes respondeu várias perguntas e uma delas foi sobre às declarações consideradas polêmicas do presidente Jair Bolsonaro, feita pela jornalista Mírian Leitão.

Nesse contexto, o ministro defendeu a liberdade de opinião do presidente, dizendo que mesmo tendo consequências, a forma de pensar de Bolsonaro é única e que não tentaria mudar essa realidade, porque contrasta com a maioria.


Assim, Guedes indicou que o governo não pensa "em bando", como os opositores, citando esse termo para dizer que pessoas (neste caso o governo) que pensam de forma diferente da maioria (a oposição) são geralmente hostilizadas e mais criticadas. Segundo o ministro, portanto, é mais fácil seguir pensando "em bando".

"Andar sozinho é mais difícil, mas é gratificante... você é obrigado a entender os outros, porque quando você está em bando, você não precisa entender ninguém, você mói o adversário, você está em bando", disse ele. Assista a entrevista completa abaixo:





COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo.