Juiz da Lava Jato no Rio, Bretas diz que "é no judiciário onde eu recebo maior oposição"

Juiz Marcelo Bretas diz que enfrenta oposição no judiciário
Marcelo Bretas chama atenção de juízes e confessa que enfrenta oposição no judiciário. Reprodução: Google

Ele já foi apelidado de o "Sérgio Moro do Rio de Janeiro", logo no início da operação Lava Jato, quando decretou a prisão de vários figurões apontados como criminosos pela operação, entre eles o ex-governador do estado, Sérgio Cabral.

No entanto, com o passar do tempo Marcelo Bretas adquiriu da mídia identidade própria, e não por acaso, visto que ele é hoje um dos juízes mais em evidência no país, tendo sido responsável também pela ordem de prisão do ex-presidente Michel Temer, acusado de corrupção.


Durante uma palestra para o seminário Brasil Contra a Impunidade, o juiz da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro falou na manhã do último sábado (13) por uma hora, destacando vários pontos sobre o novo período judicial em que vive o Brasil, além de tecer alguma críticas ao próprio sistema judiciário.

"Não há crime pouco grave. Todo crime merece a resposta forte e firme do poder judiciário, da polícia federal. Todos merecem a atuação firme dos órgãos públicos. O problema da corrupção sistêmica é que ela passa um recado errado para a sociedade", disse ele, segundo o Pleno News.


"Se o líder pode se corromper, se os que têm mais responsabilidade podem se corromper, porque nós em níveis inferiores não podemos?", destaca, chamando atenção em seguida dos magistrados presentes na plateia, ao cobrar mais trabalho e ao revelar que é no próprio judiciário onde sofre maior oposição.

"É tempo do Judiciário se apresentar para o trabalho. Durante muitos anos eu vi muitos colegas passarem períodos longos no exterior. É muito bom se especializar, mas chega uma hora que é preciso trabalhar", disse Bretas.

"Mas é o contrário o que nós temos visto. Especialmente no Judiciário acho que é onde eu recebo a maior oposição. É estranho explicar isso, mas é uma questão simples de vaidade e algum outro sentimento menos importante", conclui.

COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo.