Ensino domiciliar é um "direito dos pais sobre a educação dos filhos", diz Damares

Ensino domiciliar é um direito dos pais, diz Damares Alves

Quem deseja ensinar seus filhos em casa, que ensine. Quem não deseja, envie para a escola. Essa é a concepção do governo atual, que pretende dar à população o poder de escolher como deseja que seus filhos obtenham a formação curricular básica.

"Nós entendemos que é direito dos pais decidir sobre a educação dos seus filhos, é uma questão de direitos humanos", afirmou a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves. "Então, a iniciativa sai deste ministério sob esta vertente. É uma questão de direitos humanos também".



O senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), líder do governo no Senado, também defende a proposta assinada pelo presidente Bolsonaro na quinta-feira passada, enfatizando que se trata de uma opção e não um modelo substitutivo.

"Outros países que têm essa experiência convivem muito bem. Evidentemente, com alguns critérios para avaliação. E a criança não pode ter prejuízos na sua avaliação", disse ele segundo o Senado, destacando a responsabilidade que os pais precisam ter para aderir ao modelo.


O sociólogo e professor da Universidade de Brasília (UnB), Pedro Demo, no entanto, acredita que a proposta terminará favorecendo o aumento das desigualdades, visto que nem todos os pais poderão oferecer o mesmo tipo de qualidade do ensino domiciliar, além de privar os filhos do convívio com outros jovens.

"Um programa como esse vai exacerbar as desigualdades entre os jovens. Haverá a perda da socialização entre os alunos de diferentes origens para aprenderem a conviver com diferentes formas de pensamento. Estamos indo contrariamente à função de integração das crianças que serão os futuros cidadãos", disse ele.

Entretanto, os adeptos do ensino domiciliar argumentam que não há falta de sociabilização, pois muitos interagem com outras famílias, trocam experiências e possuem mais tempo para realizar novas atividades, graças à flexibilidade obtida com a elaboração de um currículo moldado ao contexto de cada família.

COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo.