Duvivier surta em evento, ataca Moro e procurador pede ação por "graves crimes"

O ator e comediante Gregório Duvivier caluniou Sérgio Moro e poderá responder na justiça. Imagem: News Atual

Parece que a paixão ideológica do ator e humorista, Gregorio Duvivier, pelo ex-presidente Lula, fez com que ele perdesse a noção do bom senso, extrapolando o limite da liberdade de expressão e crítica durante uma manifestação política no final de semana.

Durante um evento realizado neste domingo (7) em Curitiba, em frente à prisão onde se encontra o líder petista condenado por corrupção, o comediante e notório militante da esquerda política no país resolveu despejar a sua revolta no juiz Sérgio Moro.



"Quem prendeu ele [Lula] é um juiz que hoje faz parte do governo. O juiz que prendeu o Lula hoje é ministro da Justiça. É um juiz que fala fino com a milícia, com os EUA e com todo mundo, porque ele fala fino mesmo", disparou Gregorio, que em seguida não mediu palavras e desceu o nível das acusações.

"É um sujeito fraco, frágil, covarde, um m*, um bosta. Eu tenho muita pequena essa cidade [Curitiba] tenha virado símbolo do que há de pior nesse país, esse juizeco, essa republiqueta de m*...", disse ele.



Aparentemente surtado por sua frustração política e falando para um pequeno grupo de militantes, Duvivier também se voltou contra o presidente Jair Bolsonaro

"Eu quero que ele tenha uma velhice longa, ao lado desses bandidos que ele defende e adora, esse Bolsonaro e o resto. Desejo a ele muito abraços do Bolsonaro, quer coisa pior do que isso?", destacou.

Procurador envia denúncia para Moro pedindo ação contra Duvivier




Após essas agressões, começou a circular nas redes sociais um documento, supostamente, do procurador de justiça Lucilio de Held Junior, da Promotoria de Justiça da Comarca de Astorga, em que o mesmo se dirige ao juiz e ministro da Justiça Sérgio Moro, oficialmente, pedindo providências contra Gregório Duvivier.

No documento, Lucilio afirma que houve a "prática de graves crimes contra a honra" de Sérgio Moro e também do presidente Jair Bolsonaro durante "ato público celebrado na cidade de Curitiba... figurando como autor Gregório Duvivier".



O texto trás o link do vídeo onde o comediante aparece xingando o juiz e o presidente, finalizando com o pedido a Sérgio Moro para que sejam tomadas "diligências pertinentes" sobre o caso. Veja abaixo o documento e em seguida o vídeo com as declarações de Duvivier:



COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo.