Bolsonaro será homenageado como "Pessoa do Ano" em Museu Americano de História

O presidente brasileiro receberá homenagem, mas Museu manifesta preocupação com a cerimônia. Reprodução: Google

Uma cerimônia programada para acontecer no próximo dia 14 de maio no Museu Americano de História Natural, em Nova York, na qual se pretende homenagear o presidente Jair Bolsonaro, suscitou críticas de autoridades e organizações culturais da cidade.

O evento, organizado pela Câmara Brasileira-Americana de Comércio, deve nomear o presidente como "Pessoa do Ano", segundo informações da agência EFE.


O Museu, no entanto, informou que estava "profundamente preocupado" com a cerimônia, mas sem especificar exatamente se tal receio seria devido à postura do presidente brasileiro ou às reações de ativistas em decorrência de discordâncias políticas.

"O evento externo, privado, no qual o atual presidente do Brasil será homenageado foi agendado no Museu antes que o homenageado fosse conhecido", afirmou o órgão em sua conta oficial no Twitter, segundo o Terra. "Estamos profundamente preocupados, e estamos explorando nossas opções", acrescentou.


COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo.